Os vinhedos da Boscato, além de se situar em local favorável, desde a implantação passam por cuidados rigorosos, têm sistema de plantio em espaldeiras, estação meteorológica e sistema de irrigação automático. Cada videira produz uma
quantidade limitada de uva. Todos esses fatores, em equilíbrio com o ecossistema, contribuem para a obtenção de uvas de alta qualidade, possibilitando a elaboração de vinhos que revelam a verdadeira alma da terra.

O diferencial da qualidade das uvas é obtido pela tecnologia empregada no manejo do vinhedo, com ênfase na seleção e colheita manual das uvas e no controle biológico.

Os vinhedos estão localizados no município de Alto Feliz na Serra Gaúcha, maior e mais importante região vitivinícola do Brasil. O terroir possui um micro clima particular, caracteriza-se por uma constante exposição solar e ventilação, solos argilosos e profundos, com um clima temperado.

temperaturas amenas e contrastantes entre dias e noites. Com cerca de 45 mil plantas provenientes da região de Bordeaux, na França, o vinhedo tem potencial para produzir mais de 55 toneladas de uvas a cada inverno e 50 mil litros de vinho fino por ano.

                                   Seus vinhos são produzido nas montanhas, em altitude que varia de 900 a 1000 metros.

Localizadas em Candiota, RS, na BR-293, Km 144, ligação asfáltica que une as cidades de Santana do Livramento e Bagé.

A Campanha Gaúcha fica quase na fronteira com o Uruguai, bem próxima do início da faixa tradicionalmente considerada ideal para a vitivinicultura, entre os paralelos 30º e 50º. 
Possui invernos frios e verões quentes, alta amplitude térmica, alta luminosidade e pouca chuva na maturação. As condições climáticas são melhores que as da Serra Gaúcha e tem-se avançado na produção de uvas européias e vinhos de qualidade. Com o bom clima local, o investimento em tecnologia e a vontade das empresas, a região hoje já produz vinhos de grande qualidade que vêm surpreendendo a vinicultura brasileira.

Situada na zona cafeeira do sul de Minas Gerais, a Luiz Porto Vinhos Finos conta com 15 hectares de vinhedos próprios, implantados em 2005, totalmente cultivados no inovador sistema de dupla poda ou inversão de ciclo. Através desta técnica, uvas de excelente qualidade são colhidas no inverno, época na qual as características climáticas das montanhas do sul de Minas permitem as melhores condições para o amadurecimento da uva – períodos secos e com 

A Vinícola Estrada Real está localizada em de Minas Gerais, mais precisamente na região de Três Corações, no Sul do estado, conhecida por estar encravada no polo turístico da Estrada Real – que percorre as cidades históricas de Tiradentes e Ouro Preto.

A Casa Madeira consolida-se como uma empresa voltada à alta gastronomia e aos paladares mais exigentes do mundo. Seu portfólio, originalmente composto pelo suco de uva apenas, hoje ampliou e segmentou-se ao ambiente da alta gastronomia com elaborados cremes de balsâmicos, além de geleias elaboradas ainda de modo artesanal, sem perder suas origens.

Com este propósito, adota as melhores práticas enológicas com a utilização automatizada dos sistemas de frio e calor que permitem o controle da temperatura, indispensável na produção de vinhos e sucos de uva de qualidade.

Vinícola Mena-Kaho Ltda, compromissada com o resgate da história da família Mena-Kaho e seus descendentes, busca produzir vinhos e sucos de uva com total respeito ao meio ambiente e a saúde do consumidor, como sempre o fizeram os seus ancestrais que por primeiro aportaram nesta terra generosa.

A história da Malgarim Vinhos teve seu início no ano de 1870 na região da Quarta Colônia do Rio Grande do Sul com Dom Augusto Malgarim. Através dos anos e uma longa busca pelo solo ideal para o cultivo de videiras, foi na região das Missões após avaliações do local ideal para o início do plantio, que a família Malgarim encontrou um modo de resgatar suas origens e produzir um vinho que expressa-se as características de um terroir único e de muita qualidade.

A partir de 2002, aliando aos valores da tradição japonesa à qualidade das uvas francesas e à experiência de enólogos de descendência italiana, vindos das tradicionais vinícolas da Serra Gaúcha, a Sanjo passou a investir também com sucesso na produção de vinhos finos de altitude, contribuindo para o reconhecimento alcançado pelos vinhos produzidos na Serra Catarinense. Atualmente, a empresa possui cooperados cultivando uvas em uma área total de 30 hectares. O cuidado no cultivo somado à excelente adaptação das uvas ao clima frio de São Joaquim revelou um terroir singular, propiciando a produção de vinhos cheios de personalidade.

Fundada em 1993, a Sanjo Cooperativa Agrícola de São Joaquim (SC) é uma das cinco maiores produtoras de maçãs do Brasil. A partir de 2002, a empresa passou a investir na produção de vinhos finos de altitude, utilizando-se dos mesmos processos de qualidade e tecnologia que integram os valores essenciais de sua fruticultura.

A família Hermann trouxe todo o seu know-how de profundos conhecedores de diversas regiões vinícolas do mundo para a esfera da produção de vinhos, apostando no potencial dos melhores terroirs da região sul do Brasil. 

Proprietários de uma das maiores importadoras de vinhos de alta qualidade do país, a Decanter, compraram em 2009 um vinhedo de grande vocação em Pinheiro Machado, na Serra do Sudeste no Rio Grande do Sul, plantado com mudas de alta qualidade por um dos viveiros líderes de Portugal.

A Lidio Carraro é pioneira no país a implantar uma gestão vitícola e enológica integrada, que se inicia com um meticuloso estudo de clones e mapeamento de solos, rigoroso controle de produção, até o recebimento da uva por gravidade e vinificação de grandes vinhos sem o uso tradicional da madeira.

Lidio Carraro Vinícola Boutique - Estrada do Vinho, RS 444, Km 21 - Linha 40 da Leopoldina, Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves - RS - Brasil

Esta tradição e a arte foram transmitidas de pai para filho. Laurindo, filho de Cezar, esmerou seus conhecimentos juntamente com o filho Ademir que formou-se em enologia e passaram a produzir e a elaborar vinhos finos de castas nobres. Em 1991 Laurindo resolveu institucionalizar a venda de seus vinhos, criando a VINHOS DON LAURINDO LTDA.

A Dal Pizzol traz consigo uma tradição na vitivinicultura que remonta o Século XIX (1878), quando os primeiros imigrantes da família chegaram ao Brasil. Sua história expressa um talento natural e cheio de experiências, sabedoria e sensibilidade, que lhe permitiu alcançar a qualidade dos vinhos que elabora, através do amor no cultivo de castas nobres, do trato cuidadoso na arte do vinho e de um atendimento personalizado a todos que se relacionam com a Dal Pizzol.
A vinícola faz parte da Rota das Cantinas Históricas, distante 11 quilômetros do centro de Bento Gonçalves/RS

No final do século 19, a família Valduga chega ao Brasil, vinda da cidade de Rovereto, na Itália, em 1875, e logo cultivaram os primeiros parreirais em meio ao Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul.                        

Três gerações depois, os investimentos em qualidade e tecnologia cresceram e os prêmios multiplicaram-se pelo mundo. A marca que leva o nome da família transformou-se em símbolo de padrão de excelência.
Hoje, a vinícola é comandada pelos irmãos Erielso, Juarez e João Valduga, que continuam a transmitir a paixão pelo vinho a seus descendentes.

Produtores Parceiros

                     (Clique na Imagem "Logo" da Vinícola, para obter maiores informações)

A Don Guerino é uma das mais modernas e belas vinícolas do país, rodeada por uma área de 50 hectares de vinhedos, numa paisagem única que encanta seus visitantes.
O sonho da vinícola Don Guerino nasce no ano de 2000, no município de Alto Feliz, na serra Gaúcha, com o plantio das primeiras videiras.
A paixão pela vitivinicultura foi trazida da Itália para o Brasil, pelos primeiros imigrantes da família Motter em 1880, e foi passada de geração a geração.

Localizada na encosta superior da Região Nordeste do Rio Grande do Sul, no alto do Vale do Rio das Antas, Serra Gaúcha, município de Nova Pádua. Sua grandeza resulta de características como o clima, o solo, os tratos culturais, a topografia do terreno onde é plantada a videira. 

A vitivinicultura na região da Campanha remonta à década de 70, quando pesquisadores da Universidade de Davis, na Califórnia, juntamente com pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas identificaram uma larga faixa de terra na fronteira do Brasil com o Uruguai, naturalmente vocacionada para o cultivo de uvas viníferas.

​Situada no coração do pampa gaúcho, em Dom Pedrito, na fronteira com o Uruguai, a produção das uvas é marcada por um terroir com mais de 2.300 horas de luminosidade durante o período vegetativo da videira e escassez de chuvas no verão, garantindo a maturação fenólica das uvas e a opulência de seus vinhos. 

Localizada na cidade de Treze Tílias em Santa Cataria. Uma cidade com estilo europeu e fundada em 1942 por um grupo de 80 famílias de imigrantes vindos da região de Tirol, na Áustria. 

A vinícola foi aberta em 2007 e usa uvas plantadas acima de 1.200 metros de altitude, dos melhores vinhedos de São Joaquim, Caçador e Campos Novos, que integram a Associação Catarinense de Produtores de Vinhos de Altitude.

​A lista de produtos da marca inclui vinhos e espumantes de altitude, sucos de diversos sabores embalados a vácuo, sem conservantes, e geleias de frutas, também sem conservantes.

O cultivo das uvas teve seu início no ano de 2001, na Quinta do Sino localizada no município de São Borja, Rio Grande do Sul. Depois de todo estudo de solo realizado na região dos povos Jesuítas, constatou-se que aquela terra era exatamente o que a família estava procurando para o cultivo das videiras, pois era um solo fértil e com a temperatura ideal para a produção das uvas. A partir de então os trabalhos começaram a ser embasados em uma assessoria especializada dentro da área, tudo para que São Borja entrasse de vez na rota dos vinhos finos do estado do Rio Grande do Sul dentro de alguns anos. Deste então a Malgarim Vinhos vem investindo em tecnologia para produzir um vinho diferenciado, por isso uma das opções escolhidas foi a produção de um vinho típico de Boutique, para que cada rótulo e garrafa levasse até seus apreciadores a história das missões gaúchas.

Com mais de 40 anos de carreira dedicado a elaboração de vinhos finos, Juan L. Carrau-Bonomi tem uma história de destaque por todas as áreas pelas quais atuou. Sua formação acadêmica sólida com doutorado (Ph.D.) em St. Louis, Missouri, EUA, e pós-doutorado no “Instituite of Biology of Great Britain”, Londres, Inglaterra, começavam a forjar as características deste Pesquisador, no início da década de 80.

Atelier Carrau Ltda - É no Atelier do Vinho que Juan Carrau elabora, unindo conhecimentos acumulados por dez gerações de vitivinicultores às mais recentes tecnologias, os consagrados vinhos Velho Museu e Juan Carrau, vinhos genuínos de qualidade superior que agradam tanto ao “Connoisseur” quanto ao amante do bom vinho.

A Lidio Carraro Vinícola Boutique surgiu no mercado quebrando paradigmas. Com uma filosofia Purista e de resgate à essência e a integridade do vinho, todo o processo da Lidio Carraro é conduzido com o mínimo de interferência e o máximo respeito à expressão natural da uva e do terroir de origem. Elaborar vinhos de personalidade única e que traduzam o conceito 'Vinho Puro' requer muito conhecimento e sensibilidade.

Localizada na Estrada do Vinho . 8 da Graciema - Vale dos Vinhedos . 95700 000 Bento Gonçalves . RS . Brasil.

Em 1887, procedente de Zévio, pequeno povoado na província de Verona, norte da Itália, chega a Bento Gonçalves Marcelino Brandelli. Como todos os imigrantes, no início, sobreviveu dedicando-se à agricultura rudimentar da época e simultaneamente, iniciou o plantio de videiras, cujo vinho se destinava ao consumo da família. Em 1946, Cezar, filho de Marcelino, com sua família, adquiriram terras na localidade Oito da Graciema, onde se consolidaram na produção de uvas e vinhos, muito apreciados pelos vizinhos e amigos.     

Criada em 1974, a Vinícola Monte Lemos, mais conhecida por Dal Pizzol, surgiu a partir de uma proposta diferenciada que privilegia a produção controlada. Comandada pelos irmãos Antônio e Rinaldo Dal Pizzol, a vinícola elabora anualmente 300 mil garrafas (225 mil litros) e tem como enólogo responsável Dirceu Scottá.